quarta-feira, 6 de julho de 2016

Trabalho de: “Sociedade Cultura ética e Cidadania” Professora: Sara de Souza Ribeiro ; Turma: LHN 02 (LBN 30) (Faculdades Integradas Ipiranga). A essência do homem é construída socialmente e historicamente

02/02/2016















SOCIEDADE CULTURA ÉTICA E CIDADANIA

PROFESSORA: SARA DE SOUZA RIBEIRO





Turma: LBN 10
Alunos:
Sebastião Pereira Viana Júnior
Edemir   Mougo Von Paumgartten Júnior




A essência do homem é construída socialmente e historicamente




4º ATIVIDADE



1º ) Identifique no presente texto o que é etnocentrismo?

R=>É uma postura vinculada ao modo dos indivíduos verem o mundo a partir de seu próprio ponto de vista, pelo qual tende a  rejeitar,negar  e até mesmo agir com preconceito e discriminar qualquer cultura que não seja igual a sua.   

PROFESSORA: O olhar etnocêntrico vêem do europeu, em relação ao índio, se levar para a sala de aula não pode discriminar em sala de aula, tem que ter muito cuidado porque os indivíduos estão em formação, criança, adolescente etc. E através das brincadeiras que semeia o preconceito. “Paixão, pp,6”


2º ) Qual o principal objetivo do texto?

R=>Falar sobre preconceito, e uma proposta para a superação do etnocentrismo.

PROFESSORA: A formação Atual e uma postura de preconceito que é centenário,  a fim de Alencar elementos de superação a objetos e buscar a origem do preconceito que ainda hoje está enraizado, na nossa sociedade, no processo de colonização, onde está a cura, a  partir do relativismo a postura que possuímos, em relação ao conceito aos outros.,  





3º ) De que  forma se descreve o até discrimina no presente texto?

R=>O ato de descriminar passa longe de ser apenas o ato de criar e separar com base nas categorias. Por exemplo ao criar a categoria de cor e descriminá-los agregando valores cria-se  por conseqüência hierarquias.
As pessoas tende como base sua cor da pela , com isso  a conseqüência é a ofensa a exclusão o menosprezo  e o desprezo com vista  inferiorizar um determinada étnica, ou comunidade, e até individualmente. “Paixão, pp,6”

PROFESSORA: Hierarquizar a mente humana, ou aprisionar ou libertar, quando se vê já condenou ou observou, por ser gordo, magro, etc. nem se conhece já julgamos, nos temos que nos  policiar.
Se um individuo é diferente, e tem uma limitação não podemos desprezar, não podemos discriminar, se ele não consegue, nos vamos fazer juntos, principalmente   se for uma deficiência irreversível, autismo, etc, se for uma que não é possível superar se dá outro tratamento.



4º ) O que é cultura? E como ela se  manifesta na sociedade?

R=>Cultura é tudo  aquilo que as pessoas cultivam, seja em termos da agricultura , do conhecimento da arte, ou mesmo de hábitos ou costumes . É  tudo aquilo que o homem vivencia realiza e transmite por meio da linguagem, ou seja a cultura está relacionado com os conteúdos simbólicos da vida. “Paixão, pp,10”

PROFESSORA: Tudo depende do meio social, que se vive, a gerações futuras, não vão se compartir como os nossos pais, a  sociedade vai mudando, no século XIX, a mulher tinha que seguir a Deus e ao marido.
Cada um tem o seu estilo e se meter onde quer, essa questão de preconceito é a libertação, mas no meio social  ele tem que seguir, eles iam se lançar numa escala, a tendência é a que o individuo tem que se adequar ao meio.etc.  


5º )Em que momento e porque a antropologia se utiliza de “métodos”  e “sistemas”  para estudar o homem? Este tipo de analise, de acordo com o texto , é suficiente ou não para estudar o  individuo em uma sociedade?

R=>Preocupou-se buscar na sociologia a antropologia para podermos questionar uma visão ou  conceito complexo, e diverscificado.

“postura etnocêntrica  de nossa própria sociedade, cultura superada a situação vigente , uma vez que seu  reconhecimento não podemos compreender a sociedade em que vivemos. A busca por essa compreensão ainda está sendo construída, a luz de uma visão dessas teorias, a qual é proposto como relativizar superação alteridade. “Paixão, pp,14”

PROFESSORA: E uma pesquisa qualitativa, de observação participante, ele passa a fazer parte desse grupo, e passa a estudar. Mo século XIX, a antropologia precisava criar métodos que podiam ser comprovados em laboratório, tamanho do crânio, mãos etc. isso já não bastava mais para estudar a sociedade.
A antropologia compreendeu que no laboratório não poderia dar suporte para entender o homem, eles saem do laboratório, e  vão para o campo social. Ver como esse homem se comporta, o que faz, qual seus cultos etc.


6º )De acordo com o texto, identifique  o que é o “mito da democracia racial”.  

R=> No Brasil ocorre o mito  da democracia racial, ela ocorre de maneira velado, se diz que no  Brasil não tem preconceito, mas ocorre uma desvalorização e desumanização, o que culmina com o não reconhecimento simbólico das tradições, saberes e fazeres do povo afro descendente, que vive neste país. 

PROFESSORA: è o caso de que não existe uma democracia racial no Brasil


REFERENCIAS:



PAIXÃO Josuel Stenio. A Formação do Povo Brasileiro e suas Conseqüências no Âmbito.