terça-feira, 14 de agosto de 2012

Estratificação Social e Filiação Religiosa

                        01/05/2012
                   







O titulo quer dizer que a sociedade tem problemas, a filiação religiosa é perigosa porque ela mantém uma camada hierárquica no topo e com poder. Esses influenciam na vida das pessoas, são considerados milagreiros, santos, ou guias espirituais, quando na verdade ele quer manter o poder e exigem um comportamento padrão para essa comunidade. Nessa comunidade da ética protestante e o espírito do capitalismo ela funciona como uma empresa.
Desde as mais simples ruas, as grandes esses homens se põe a citar comportamentos e leis para tirar bens financeiros, benefícios da sociedade. A nossa sociedade é sim muito devotada, para homens e santos de varias épocas. O projeto colonizador religioso foi por uma necessidade de controle e poder que a igreja necessitava e estava perdendo na Europa.       
            As praticas dos homens do colarinho branco nas igrejas não católicas também remontam de uma época em que a religião revolucionou o capitalismo quem era protestante era capitalista, como disso Max Weber “O capitalismo é protestante”. Nessas atividades quem trabalha e produz a riqueza são os eleitos de Deus. 
Ao mesmo tempo em que a religião se mostra uma instituição maléfica para a saúde da sociedade está mesma, também está dividida numa estratificação social, para Karl Marx são duas camadas, mas para outros vários. Qualquer que seja o certo é que elas não são boas só por existir, já deixa a sociedade problemática.
Se existe divisão ela não é boa, pois haverá sempre gente no topo da camada; Essas pessoas controlam os meios de comunicação, TV, radio etc. e armam uma serie de normas a se beneficiar desses mecanismos e tiram proveito no meio político cultural. Não há liberdade realmente sempre existe um meio de controlar a sociedade que é escravizada.   
Essa camada da elite vai manter o poder e ao mesmo tempo ela se instrui se atualiza tem as melhores escolas as maiores oportunidades nos seus gabinetes estão presente os mais influentes seres da sociedade que engloba a religião e cultura, política... Formam-se e vão comandar a próxima geração. Para nós só resta a posição de subserviência e acomodação cultural.
A nossa sociedade parece ser estamental sim!  Porque é a grande camada que sustenta as camadas tidas no topo.  Nessa divisão, vai aparecer um fenômeno muito benéfico, a desigualdade social. Essa desigualdade é fruto da exploração da burguesia por que; “Ela não consegue mais controlar os poderes que ela invocou das profundezas logo se voltará conta ela” (frase do manifesto comunista).  
Então percebemos que até aqui, a sociedade tem dois problemas a filiação religiosa, e a educação porque a criança já cresce nesse mundo então não tem muito que fazer ela dificilmente irá contestar.
E a estratificação social, essas pessoas que estão na camada superior vão sempre ocupar os melhores cargos, serão chefes e controlaram o proletariado que ficaram com cargos de menos expressão.
Nesse lugar, quem foge dos padrões de comportamento que são exigidos, de cima para baixo, está descartado. Então é isso, uma sociedade de interesses, jogo político sujo desigualdades, acomodada, não veja mais indignação a não ser o conformismo das classes baixas diante de uma sociedade e governo opressor.   

Sebastião Pereira Viana Junior